Confira os principais óleos capilares e as diferentes formas de uso.

Versáteis, práticos e poderosos, os óleos capilares viraram febre em todo o mundo. O motivo? Um único produto consegue tratar, proteger, controlar o volume, o frizz, e reparar as pontas duplas dos fios. 

No entanto, existem vários tipos do cosmético. O especialista e técnico em produtos, Wagner Souza, cita os principais e dá algumas dicas sobre as diversas formas de uso. Confira:
Óleo de argan: O famoso “ouro de Marrocos” é extraído de uma árvore marroquina e possui propriedades hidratantes por conter ômega 6, vitaminas A, D e E e ácidos graxos essenciais. Proporciona hidratação profunda, nutrição, brilho e repara as pontas duplas. É indicado aos cabelos secos e ressecados.
Óleo de abacate: Contém vitaminas antioxidantes A, C e E, ômega 9 e proteção UV. Este óleo proporciona alta nutrição, brilho e proteção solar aos fios. Possui ação anti-frizz e auxilia na ondulação dos cabelos cacheados, proporcionando maior emoliência e maciez.
Óleo de oliva: Óleo que proporciona maciez e ajuda na elasticidade dos fios. Sua ação antioxidante evita o desbotamento da coloração e a quebra do fio. É indicado para cabelos secos, coloridos e cacheados.

Formas de uso
Para hidratar: Misture o óleo em sua máscara de tratamento (quantidade equivalente a uma moeda de um real) para potencializar o efeito da máscara.
Como termoprotetor: Escolha um óleo que possui esta função e passe nos fios ainda úmidos. Em seguida, proceda com a escovação. “Lembre-se que nem todos os óleos possuem a função de proteger os fios contra o calor. A escolha do óleo sem a função protetora, quando utilizado com o calor do secador ou chapinha, poderá queimar os fios”, orienta Wagner.
Como pré-shampoo: O óleo antes do shampoo ajuda a selar as cutículas e diminuir o ressecamento. Antes de lavar os cabelos, aplique uma pequena quantidade nas pontas úmidas e deixe agir por 30 minutos. Em seguida, lave os cabelos normalmente. 
Óleo a quente: Aqueça o óleo capilar por aproximadamente 15 segundos e aplique nos fios úmidos. Deixe agir por 15 minutos e lave os cabelos com o shampoo duas vezes para retirar todo o resíduo.

Dicas gerais
- Para quem tem fios oleosos ou finos, evite o uso do óleo de árgan puro como finalizador;
- A quantidade também influencia no resultado. O uso em grande quantidade nos cabelos poderá pesar e resultar em oleosidade;
- Com os cabelos úmidos e limpos, aplique apenas uma gota do produto nas mãos, espalhe e passe nas pontas dos cabelos;
 - Cuidado com a utilização de óleos minerais, pois eles pesam e deixam os cabelos opacos, impedindo a penetração de outros nutrientes benéficos e necessários aos fios. Sendo assim, prefira óleos capilares de origem vegetal e orgânica, mais leves, naturais, com ácidos graxos e vitaminas;
 - Evite o uso de óleos capilares diretamente na raiz, porque além de aumentar a oleosidade, poderá causar a obstrução dos folículos capilares e o enfraquecimento do bulbo capilar, assim, a queda dos cabelos.
 espero que gostem meninas das dicas bjs *-*

argan : 


abacate



oliva
*------* participem do blog .

Comente com o Facebook:

2 comentários

  1. Hum esses oleos sao fundamentais para os cabelos ..
    sempre que dou hidratação passo nas pontinhas , pois ressecam mt ..
    e assim que termino uma chapinha também !
    Otimo post gatinha !
    beijos!
    www.maisquemeiga.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. obg de novo linda já estou seguindooo !

      Excluir

Layout por Maryana Sales - Tecnologia Blogger